segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Sobre o samba e a consciência negra

Boa tarde amigos .... Estamos dando continuidade ao nosso trabalho a cerca do Samba e a História . Ou melhor dizendo : como o Samba se construiu e como ele também ajudou a construir a História do Brasil.
Neste momento em que relembramos (ainda com alguns preconceitos ) , a memória e a consciência dos afro descendentes ( estes sim que ergueram este Brasil) , não podemos negar que o samba é fruto desta grande miscigenação chamada " terra brasilis " .
Produzimos um pequeno resumo , onde pesquisamos as origens do samba , numa acepção de manifestação popular , mais voltada para o Carnaval .
E, como não podemos perder o "foco " do noso blog ( heheheh) , também segue a obra prima assinada pela Unidos de Vila Isabel que no centenário da Abolição, nos trazia o samba enredo :

Kizomba a festa da raça
(compositores: Rdolpho /Jonas / Luis Carlos da Vila )

Valeu, Zumbi
O grito forte dos Palmares
Que correu terra, céus e mares
Influenciando a abolição
Zumbi, valeu
Hoje a Vila é Kizomba
É batuque, canto e dança
Jongo e Maracatu
Vem, menininha
Pra dançar o Caxambu
Ô,ô, Ô,ô
Nega mina
Anastácia não se deixou escravizar
Ô,ôÔ,ô,ô,ôClementina,
o pagode é o partido popular
Sacerdote ergue a taça
Convocando toda a massa
Neste evento que congraça
Gente de todas as raças
Numa mesma emoção
Esta Kizomba é nossa constituição
Esta Kizomba é nossa constituição
Que magia
Reza, AG1 e Orixá
Tem a força da cultura
Tem a arte e a bravura
E o bom jogo de cintura
Faz valer seus ideais
E a beleza pura dos seus rituais
Vem a Lua de Luanda
Para iluminar a rua
Nossa sede e nossa sede
De que o aparthaid se destrua

Com este samba e com um desfile IMPECÁVEL , a Vila foi campeã do carnaval de 1988.

Um comentário:

  1. Interessante imaginar que ainda que o Samba inicie com o agradecimento e exaltação da luta de Zumbi, a sociedade ainda subjulgue o negro e pregue a idéia de que a cor de sua pele o faz um "pobre coitado". Sucesso para para o blog de vcs! Abçs

    ResponderExcluir